medo de dentista

Medo de dentista: porquês e como superar

Normalmente, as pessoas morrem de medo de dentista. Mas será que a sensação da consulta é realmente desagradável ou existe uma boa dose de preconceito?

Afinal, a odontologia atual está muito avançada tecnologicamente. Ela permite que o paciente faça tratamentos de reabilitação oral com menos inconvenientes, o que torna que as visitas ao consultório muito mais agradáveis do que antes. O medo de dentista – que em alguns casos pode ser considerado até mesmo uma fobia − pode atrapalhar a qualidade de vida de crianças e adultos. Sem o tratamento bucal adequado, essas pessoas não contam com medidas preventivas e são mais propensas a terem doenças.

Claro que existem procedimentos desconfortáveis realizados no consultório do dentista, mas não são todos, tampouco a maioria. Boa parte do medo é consequência direta da falta de informação e da ideia preconcebida do atendimento odontológico. Neste texto, vamos abordar alguns dos tratamentos que mais despertam medo nos pacientes.

A agulha

A boca é uma parte muito íntima do nosso corpo e o paciente se encontra em uma posição vulnerável e receosa, devido até mesmo ao medo de sentir dor. Muitos têm medo, inclusive, daquilo que os impede de sentir dor: a anestesia, pelo medo da agulha. A agulha gengival é muito fininha e flexível, bem diferente daquelas usadas em injeções. Mesmo assim, muitas pessoas recusam a anestesia com medo da dor da punção, o que pode comprometer o atendimento ou, ainda, inviabilizar o tratamento.

O barulho do motor

Ainda existem aquelas pessoas que apenas não gostam do barulho do “motorzinho”, um dos grandes vilões dos consultórios. Mas a tecnologia também já oferece soluções para esses casos. Os motores elétricos mais modernos estão ficando cada vez mais silenciosos e transformando a experiência de muita gente que se sentia desconfortável no dentista.

Outro incomodo comum aos pacientes é a moldagem. Muitos sentem náuseas quando precisam fazer moldagem no consultório odontológico. Para esse problema, foi desenvolvido um scanner intraoral que capta imagens dos dentes do paciente e gera um modelo digital preciso da boca. Assim, o processo fica mais agil, moderno e confortável.

Sorriso artificial

Para tratamentos ortodônticos, que fazem a movimentação dos dentes, ou outros, como próteses, facetas e lentes de contato, é possível fazer uma prévia digital hoje em dia. E a previsão do resultado de um tratamento odontológico é muito fiel. Por isso, o medo de que o resultado não fique bom já pode ser superado, pois hoje é possível ver como o seu sorriso vai ficar antes mesmo de iniciar o tratamento.

E, para acabar com o medo…

Vá sempre ao dentista. A cultura da prevenção, de cuidar para não ter que tratar, é essencial, pois o mau costume de procurar o dentista apenas quando o dente dói e o rosto incha faz com que nem sempre seja possível garantir uma reabiliação oral sem desconforto. Estudos comprovam que, quanto maior o medo de ir ao dentista, pior é a saúde bucal do indivíduo. E o simples hábito de ir ao dentista pelo menos uma vez por ano permite que qualquer problema em curso seja detectado precocemente e interceptado, resultando em tratamentos muito menos invasivos e potencialmente menos desagradáveis.